Violet Evergarden .:*☆

Então amorzinhos, como vai isso?
Já estamos em Março, o tempo não pára mesmo para ninguém.

Vim falar hoje de um anime que ainda está no ar, que estreou logo no início de Janeiro deste ano. Esta KyoAni nunca falha! Já estava ansiosamente à espera deste anime desde que foi anunciado; a animação é fascinante e hipnotizante (isso já sabia que não ia ficar desiludida), mas a história era algo que me chamava a atenção. Primeiro porque não fazia a menor ideia do que se tratava, o 1º episódio foi uma total descoberta. Pensava que Violet Evergarden era uma rapariga normal e afinal ela já tinha passado por muita coisa. Bom, mas vamos lá!

Há palavras que Violet ouviu no campo de batalha, que simplesmente não pode esquecer. Essas palavras foram-lhe dadas por alguém muito especial, mais do que qualquer outra pessoa. Infelizmente, Violet ainda não conhece o significado dessas palavras. Um certo ponto no tempo, no continente de Telesis, a grande guerra que dividiu o continente em Norte e Sul terminou após quatro anos, e as pessoas estão a viver um novo tempo de paz. Violet Evergarden, uma jovem conhecida como "a arma", deixou o campo de batalha para começar uma nova vida em CH Postal Service. Lá, ela é profundamente emocionada pelo trabalho das "Auto Memories Dolls", que carregam os pensamentos das pessoas e as convertem em palavras. Violet começa a sua jornada como uma "auto memory doll" e vive cara a cara com emoções de várias pessoas e diferentes formas de amor. Todo esse tempo procuro significado dessas palavras.

Violet não é nenhum tipo de personagem nova. Eu pelo menos já estou a habituada a ver personagens sem expressão e sentimentos, o que me cativa nela é a abordagem que fizeram na exploração da sua personalidade. Violet estava habituada a receber ordens e a fazê-las sem questionar, ela era lógica e estóica; era por isso então considerada "a arma" e ninguém a tratava como uma rapariga normal, mas sim como um objeto. Agora, eu não sei se foi feito de propósito (quase de certeza que foi haha) ou apenas se fui eu que pensei assim, mas ela foi feita para ter a personalidade de uma máquina. Sem saber nada nada além de seguir instruções e pedidos semelhantes aos computadores.

Então, descobrimos que ambos os braços são mecânicos (porque ela perdeu-os na guerra), o que para mim foi uma espécie de confirmação para que ela fosse considerada uma máquina emocionalmente; este foi um design de personagem incrível se era isso que eles pretendiam. Todo o seu carácter é baseado em ser um soldado exemplar, sabendo apenas como seguir ordens e fazer as coisas de acordo com o que foi especificado. Então começamos a vê-la desenvolver novas emoções e reavivar as que não sabia, como o amor, o que é um grande desenvolvimento em 14 episódios, especialmente quando ela começou com praticamente nada, apenas uma tela em branco basicamente.

O interessante é ver a sua evolução iniciada no final da guerra, de uma arma para uma rapariga normal que só deseja a felicidade pessoal e aprecias as coisas simples da vida (estar perto que quem gosta, ajudar os outros). "Então, a história é focada unicamente no desenvolvimento de uma personagem e que é de Violet Evergarden, certo?" Isso é o que qualquer pessoa esperaria. No entanto, esse não é o caso. Violet tem essa tendência de mudar a forma como as personagens pensam e sentem, mostrando-nos um grande desenvolvimento de personagens ao longo de cada episódio: seja com novas personagens introduzidas por um curto período de tempo ou com mais tempo de ecrã, em que podemos ver progressivamente essa mudança ao longo de todo a série.

▶ Trailer ◀
"Live and be free, from the bottom of my heart, I love you."
- Gilbert Bougainvillea

Comentários

Mensagens populares deste blogue

⋆ Underrated Animated Movies ‧º·˚

Ganhei um concurso de fotografia! ✩°。⋆

Book Review: ・゚✿ Fangirl